Ressecação de Tumores de Pele

O cirurgião plástico pode remover  tumores de pele bem como reconstruir defeitos oriundos de sua remoção, respeitando as características da patologia em questão e objetivando o melhor  resultado estético-funcional possível.

Existem diversos tipos de tumores de pele benignos sendo os mais comuns : nevos, lipomas e cistos.

Entre as lesões malignas, os tumores mais comuns são: carcinoma basocelular (CBC), carcinoma epidermóide ou espinocelular (CEC) e melanoma.

Nem toda lesão de pele exige retirada cirúrgica. Somente após avaliação com o médico devidamente qualificado poderão ser discutidas a condutas a serem tomadas diante de um tumor de pele, que varia desde um simples acompanhamento periódico  passando por tratamentos não cirúrgicos até a cirurgia propriamente dita. 

Todo tratamento cirúrgico envolve um corte na pele e como conseqüência, uma cicatriz. O cirurgião plástico qualificado é capaz de planejar e executar uma cirurgia com uma cicatriz final bem posicionada, escondida  quando possível em relevos naturais da pele, atingindo resultados pouco perceptíveis.